Mapeamento 3D com Drone: como obter bons mapas

Segundo artigo da DroneDeploy, cada vez mais pessoas estão em busca de gerar um bom modelo 3D com drone. Os números apontam que 30% dos usuários do aplicativo utilizam seus drones apenas para gerar modelos 3D.

A seguir será apresentado algumas dicas básicas e importantes para você melhorar seu modelo 3D com drone.

1 – Escolha o melhor momento para voar

Além de verificar as condições climáticas do dia do voo, para evitar chuvas e ventos fortes, também é muito importante escolher o momento com melhor luminosidade.

Fazer mapeamento com drone em dias nublados é a melhor condição possível porque você não terá que lidar com sombras enormes que podem causar algumas distorções no seu modelo final.

Em caso de dia ensolarado, a melhor opção seria voar por volta do meio dia, quando o sol está centralizado, a luminosidade é padrão e as sombras são as menores possíveis. Porém sem dúvida nem sempre é possível conseguir voar no melhor momento.

Os piores momentos do dia para capturar as imagens para o seu modelo 3D com drone, são as horas iniciais da manhã ou as horas finais da tarde. Nestes momentos do dia as sombras serão maiores devido ao posicionamento mais horizontal do sol, o que afetará bastante o resultado final do seu mapa.

2 – Capture imagens NADIR

Imagem NADIR é quando você posiciona sua câmera voltada totalmente para baixo, em -90° com o horizonte, ou seja, o plano ficará totalmente reto e não será possível registrar as angulações laterais dos objetivos em solo.

Utilizando o DJI Pilot, você só precisa definir os pontos ao redor da estrutura que deseja mapear e o aplicativo automaticamente vai gerar o plano de voo adequado. Após realizar o checklist de segurança de voo, o drone vai decolar automaticamente, sobrevoar a área determinada, capturar as imagens NADIR e em seguida pousará no mesmo ponto da decolagem.

3 – Capture imagens oblíquas

Se você estiver tentando gerar um modelo de uma superfície relativamente plana, as fotos NADIR serão suficientes para um resultado razoável. No entanto se o seu alvo forem estruturas como prédios, formações rochosas com lados íngremes ou qualquer superfície sinuosa, as imagens NADIR não serão suficientes para gerar um bom modelo 3D com drone.

As imagens oblíquas são quando posicionamos o gimbal com alguma angulação, normalmente 45°, caso o objetivo do seu modelo 3D seja uma estrutura, o ideal seria que além das imagens NADIR, você realizasse mais dois ou três voos em diferentes alturas para melhorar consideravelmente a qualidade do modelo final.

4 – Processe as imagens para gerar seu modelo 3D

Gerar um modelo 3D com drone não condiz apenas com o voo para aquisição das imagens. A qualidade final depende muito também de como estas imagens são processadas.

Utilizando o DroneDeploy por exemplo, você pode subir todas as imagens capturadas nos diferentes voos, alturas e angulações para a solução de processamento em nuvem, escolhendo a opção “Imageary as a structure”. O tempo de processamento das imagens vai depender da quantidade de arquivos e do tamanho dos mesmos.

Os erros mais comuns ao gerar um Modelo 3D com Drone

Pilotos de drones iniciantes podem não capturar as fotos com sobreposição das imagens suficiente ou podem acabar não cobrindo a área necessária para preencher todos os espaços do mosaico.

Para evitar estes erros mais comuns, tente pelo menos no início, realizar mais voos de captura e cobrir uma área um pouco maior do que a área de interesse. Isto certamente vai ser mais custoso em relação ao processamento das imagens, mas vai diminuir as chances de erros básicos iniciais.

Aplicações Comerciais para Modelos 3D com Drone

O setor de construção civil utiliza desta ferramenta para avaliar as condições topográficas de terrenos, identificar a necessidade de terraplanagem e monitorar o progresso de construções comparando com o plano de projeto original.

O setor de inspeções também utiliza bastante modelos 3D gerados por drones, para identificar possíveis anomalias e desgastes em infraestruturas tais como prédios, rodovias, ferrovias, maquinários industriais e outros.

cálculo volume pilha mineração

Na mineração, os modelos 3D gerados por drones servem para calcular volume de extração de minérios e rejeitos, medição da área da mina, comparativo de evolução de minas e pedreiras.

Como aprender mais sobre mapeamento aéreo com drones

Aqui na Drone Place ministramos o curso de aerofotogrametria com Drones, o curso consiste em uma fase inicial teórica para o entendimento da aerofotogrametria, uma fase intermediária para os alunos irem a campo planejar o voo e capturar as imagens, fase final onde todos processarão suas imagens e aprenderão a gerar os artefatos finais como mapas e modelos. Não fique para trás, comece a ter excelentes mapas e modelos!

Fonte [Futuriste]

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu

×